Red Bull Soapbox Race

Fonte: Red.com.br

O Red Bull Soapbox é uma competição realizada em diversos países do mundo, voltada para pilotos amadores que desejam se divertir.

A corrida reúne criatividade, diversão e, claro, muita velocidade. E como se trata de carrinhos não-motorizados, uma das regras básicas para a realização de um Red Bull Soapbox Race é o percurso, sempre uma descida.

No Mundo:
A 1ª edição do Red Bull Soapbox aconteceu em 2000, na cidade de Bruxelas, Bélgica. Desde então foram realizadas edições da corrida maluca em países como Austrália, Estados Unidos, Espanha, Polônia, Irlanda, África do Sul, México. Desde 2008, o Brasil faz parte desta verdadeira festa da imaginação sobre rodas.

No Brasil:
Por aqui, a corrida já teve edições em Fortaleza e na cidade de Porto Alegre, ambas em 2008. A capital cearense foi o endereço da primeira edição do Red Bull Soapbox no Brasil, em junho daquele ano. Realizada próxima à praia do Futuro, a disputa teve como equipe vencedora “Elvis não morreu, bebeu!”, de Fortaleza. Eles trouxeram o astro Elvis como co-piloto de um carro em formato de nuvem, feito de espuma. A corrida contou com 39 criativas invenções de engenheiros e pilotos amadores dos estados do Norte e do Nordeste do país.

Três meses depois, foi a vez de a capital gaúcha receber a segunda edição do Red Bull Soapbox Race no país. A corrida em Porto Alegre reuniu um público de 70 mil pessoas no Parque Germânia e bateu recorde no total de inscritos. Foram mais de 1.300 projetos recebidos somente dos estados participantes daquela edição, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. Nesta corrida, 29 carrinhos desceram ladeira abaixo e o grande campeão foi a equipe “Gangster’s Team Gravity Racer”, de Viamão/RS, que percorreu os 400 metros de descida em 27,1 segundos.

A última edição da corrida no Brasil:
No dia 23 de abril, o Red Bull Soapbox passou pelo Brasil mais uma vez. Foi no Balneário Camboriú, Santa Catarina, na Estrada da Rainha.

Quando o carro – ou melhor, nave espacial – da equipe Luke, Eu Sou Seu Pai atingiu a rampa de lançamento no final do circuito do Red Bull Soapbox Balneário Camboriú, a decolagem foi digna da Star Destroyer, nave que serviu de inspiração ao time.

Essa performance espetacular, combinada com o figurino perfeito de “Guerra nas Estrelas” do time, foram suficientes para garantir para a equipe de Ponta Grossa (PR) a vitória na primeira edição do Red Bull Soap Box em solo catarinense, e a terceira no Brasil (em 2008, a corrida passou por Fortaleza e Porto Alegre).

“Foram dois meses de trabalho noite adentro, mas valeu a pena”, comemorou o piloto e “Darth Vader” do time, Edgar Delfino. “Queremos dedicar essa vitória para toda a cidade de Ponta Grossa – agora ‘é nóis’ na Fórmula 1!”. Toda a equipe (os demais integrantes estavam caracterizados como Luke Skywalker, Princesa Lea e Obi-Wan Kenobi) ganhou como primeiro prêmio uma viagem para o Grande Prêmio do Brasil de F1.

Em segundo lugar, também do Paraná, da cidade de Quatro Barras, ficou a equipe Pinguim. “Foi um desafio incrível construir nosso carro; foram 30 dias de trabalho para 30 segundos de adrenalina na descida, mas valeu demais a pena”, revelou o piloto do time, Vinicius Iubel. Os pinguins levaram para casa uma viagem, com direito a Volta Rápida no carro da Red Bull Racing, para uma etapa da Stock Car.

Completando o pódio, a equipe porto-alegrense Batman e Robin Contra o Mal foi protagonista do acidente mais espetacular do dia, quando “Batman” – o piloto Hugo Almeida – perdeu o controle após o mesmo salto tão elegantemente superado por Darth Vader… “Simplesmente chegamos rápido demais no salto”, admitiu Almeida. “Quando vi, já estávamos no feno”.

A equipe mais rápida, que percorreu o circuito de 400m em apenas 29s, foi o quarteto Damafia, de Passo Fundo (RS). “Usamos um segredinho para sermos os mais rápidos, mas não vou revelar qual foi nossa arma secreta”, admitiu o piloto da equipe, Rafael Ferrão. Além do menor tempo, mais dois critérios decidem a vitória no geral no Red Bull Soap Box: criatividade do projeto e performance da equipe, esse último determinado por um júri especial formado pelas apresentadoras Fiorella Mattheis e Lívia Lemos, o tricampeão de Stock Car Cacá Bueno, o cantor Nego Joe e o Prefeito Municipal de Balneário Camboriú, Edson Dias.

Segundo o Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, o Red Bull Soapbox foi acompanhado por 25 mil pessoas, que não arredaram pé nem quando uma chuva forte caiu nos 20 minutos iniciais do evento na Estrada da Rainha. A corrida, que contou com 48 equipes participantes oriundas dos três estados da Região Sul, foi acompanhada ainda por 2 mil pessoas via livestreaming aqui no website.

RED BULL SOAPBOX BALNEÁRIO CAMBORIÚ – CLASSIFICAÇÃO FINAL:

1) Luke, Eu Sou Seu Pai (Edgar Delfino, Alain de Barros, Alex Delfino e Alyson Gondassi, de Ponta Grossa/PR)

2) Pinguim (Vinicius Iubel, Maicon Melo, Guilherme Selhorst e Aguilar Selhorst, de Quatro Barras/PR)

3) Batman e Robin Contra o Mal (Hugo Almeida, André Peres, Rodrigo Rosa e Claudiomar Machado, de Porto Alegre)

EQUIPE MAIS RÁPIDA – PRÊMIO ESPECIAL (Volta Rápida no Stock Car da Red Bull Racing): Damafia, tempo de 29s0 (Rafael Ferrão, Jean Ferrão, Ricardo Silva e Cristiano Drey, de Passo Fundo/RS).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: